"Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais Ele fará." Sl37: 4-5















quinta-feira, 31 de julho de 2014

Fazendo amigos

Hoje eu levei minha filha pra brincar com uma amiguinha em New Westminster. Ela é filha de uma brasileira que chegou há pouco tempo pra fazer um mestrado aqui. Fiz de tudo pra convencê-la a vir pra Richmond, mas ela se apaixonou por NW e não teve jeito, ficou por lá mesmo rsrsrsr... Passamos um dia muito agradável!!! O tempo ajudou. Sol, céu azul, temperatura agradável nos parques... sim, pq dentro de casa... muuuuuito quente!!!! Mas, enfim, tivemos um dia maravilhoso!!! Enquanto as meninas brincavam nós tricotávamos rsrsrsrs... batemos o maior papo!!! Parecia até que já nos conhecíamos há anos rsrsrsrss...
É interessante como nós, imigrantes, nos abrimos mais para estranhos e damos oportunidade para as pessoas se aproximarem da gente quando estamos em um outro país. Falo isso pq eu sei que dificilmente no Brasil, perto da família e dos amigos, vc vai sair com uma pessoa que vc não conhece. Aqui, principalmente pra quem vem sem sozinho, é mais comum trocar mensagem pelo face, marcar alguma coisa com pessoas que vc nunca viu na vida. Claro que nem todo mundo vira amigo, pq isso vai depender de afinidade, mas é muito legal conhecer gente de vários lugares e com diferentes histórias.
Eu confesso que tenho uma queda pelos nordestinos. Amo quando eu sei que a pessoa é da Bahia, de Recife, de Fortaleza, enfim, de qualquer parte do Nordeste. Eu gosto do sotaque, da forma mais direta de se expressar, da sinceridade e eu me sinto mais perto de casa rsrsrsrs... Mas Deus tem me abençoado desde os EUA com amigos cariocas. Amo meus amigos do RJ!!! pessoas bacanas demais!!! Mas eu tb tenho tido boas experiências aqui no Canadá com o pessoal do sul e do norte do Brasil, ou seja, eu gosto de todo mundo kkkkkkkk...
Foi aqui no Canadá que eu aprendi um pouco mais sobre Manaus. Eu não conhecia muito do norte do Brasil além do óbvio e, através de uma família que veio pra cá, eu tenho aprendido muita coisa. Por ex: eles fazem vatapá e moqueca igual a gente faz na Bahia. A primeira vez que me chamaram pra comer a moqueca e o vatapá de Manaus eu achei que não ia gostar. Fui, mas desconfiando, sabe??? com o pé beeeemmmm atrás rsrsrsrsrsr... Pra mim não era a mesma coisa de jeito nenhum!!!! quebrei a cara rsrsrsrsrs... estava uma delícia!!! Eu comi uns quatro pratos rsrsrsrsr... Eu lembro que até postei uma foto no facebook e teve gente da minha família dizendo que não acreditava que estava tão bom assim, que deveria ser o meu paladar desacostumado rsrsrsrsrs... Mas não era não, a comida feita pela minha amiga manauara estava deliciosa!!!
Agora, falando sério, eu acredito que Deus coloca pessoas no nosso caminho com um propósito. Como não dá pra saber os planos de Deus eu faço o que está ao meu alcance: ofereço minha amizade. 
Aprendi na bíblia que é melhor sermos dois do que um, ou seja, é melhor estarmos acompanhados do que sozinhos. Isso não somente em relação aos casais, mas aos amigos tb. Pq quando um está abatido, o outro vem e dá uma palavra de força, dá um incentivo, estende a mão pra ajudar. 
A gente que mora fora do Brasil precisa ter amigos, pessoas com quem a gente possa contar nos momentos difíceis. Um ombro amigo nunca é demais, acreditem.
Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.
Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará?
E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa. Eclesiastes 4:9-12
Boa noite. Que Deus nos dê um resto de semana abençoado.






domingo, 27 de julho de 2014

Um bom final de semana

Esse final de semana nós saímos um pouco da rotina. Ontem tivemos um estudo bíblico na casa de um casal de amigos. Foi coisa do meu marido. Ele tem a mania de programar as coisas, me incluir e depois me avisar rsrsrsrs... Ele e o amigo dele, que é judeu convertido, resolveram fazer um estudo bíblico no Shabat. Até aí tudo bem, mas o meu marido me disse que quem ia dar o estudo era eu, em inglês. 
Eu não tenho problema nenhum de falar das coisas de Deus, falo com prazer. Mas eu não queria ministrar algo que parecesse uma tentativa de convencer o amigo do meu marido sobre o Cristianismo. Eu queria falar o que o Espírito Santo colocasse na minha boca.
Então eu orei, orei e dormi pensando no que eu poderia falar. Aí o Senhor me deu a palavra.
1 Samuel 16:6-7 E sucedeu que, entrando eles, viu a Eliabe, e disse: Certamente está perante o Senhor o seu ungido.
Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.

E eu ministrei sobre visão espiritual. Sobre a importância de ter um relacionamento verdadeiro com Deus, algo de dentro pra fora e não de fora pra dentro. 
O primeiro passo pra esse relacionamento é saber quem somos e quem Deus é.
Diferente de outras crenças que pregam a evolução espiritual e a salavação através das boas obras, nós, evangélicos, aprendemos na bíblia que todas as pessoas, todas, sem exceção, são pecadoras e carecem da misericórdia de Deus. Pq o pecado está em nós. Pecamos até no pensamento, mesmo sem querer. Essa conversa de eu não faço mal a ninguém, eu ajudo os necessitados, eu sou uma pessoa boa e etc. Isso é conversa de quem não descobriu ainda o quanto nós precisamos da misericórdia de Deus. Nada do que fazemos, absolutamente nada, pode nos levar pra perto de Deus que não seja o arrependimento e o sangue de Jesus sobre as nossas vidas.
Quanto mais perto de Deus nós estamos, mais enxergamos as nossas imperfeições. Quanto mais longe, mais nos auto justificamos.
Enfim, o estudo rendeu e foi muito legal. Sábado que vem teremos outro.
Mas, além desse estudo, hoje eu tive o prazer de ir a Langley visitar a igreja de uma amiga, a Riverside Calvary Chapel, e foi MUITO BOM!!!!
A igreja é bem do jeito que nós gostamos. É pequena, acolhedora, super família e tem esse casal de brasileiros que conhecemos.
Eles chegaram há poucos meses vindo dos EUA. Através do meu blog eles entraram em contato comigo e nós marcamos de nos conhecer. Eu torci muito pra que eles morassem perto de mim, mas, por questões de trabalho, foram pra White Rock e nós passamos até contato somente pelo face. Até que eu resolvi visitar a igreja deles. Assim, do nada, eu disse que ia e fui. E valeu a pena!!!
Bom, agora eu tenho que ir. Tá todo mundo com fome e eu preciso fazer alguma coisa, pq se eu não fizer, todo mundo fica sem comer rsrsrsrsrs.... ó vida!!!! :):):)




terça-feira, 22 de julho de 2014

As estações da vida

Depois de dias de muuuuito calor veio uma frente fria e o clima está friozinho por aqui. Não sei se fico feliz, pq eu estava morrendo de calor, ou se eu fico triste pq o verão pode estar acabando rsrsrssrs... Mas, falando sério, a vida da gente é um pouco assim... nunca estamos completamente satisfeitos, sempre existe alguma coisa que a gente quer, um alvo a ser alcançado, um sonho a ser realizado e etc. Dinheiro então... `as vezes eu fico pensando que se eu tivesse dinheiro a ponto de não precisar me preocupar a minha vida seria mais fácil. Mas ai eu lembro que tem muita gente cheio da grana e totalmente infeliz.
Nós temos que aprender a nos alegrar com o que temos. Não estou dizendo que não devemos lutar por uma vida melhor ou não ter sonhos, mas que devemos enxergar as bênçãos de Deus no que temos. 
Eu escrevo isso pensando em mim mesma. De vez em quando me sinto tentada a questionar a minha vida e querer mais e mais. Porém, eu sou testemunha viva de que nada importa quando nos deparamos com uma doença ou com a morte. Todas as ambições somem diante do único desejo de viver.
O crente em Jesus tem que aprender a viver pela fé. Quando a vida está calma demais, o mar está tranquilo, o vento suave, talvez seja um sinal de que precisamos refletir sobre a nossa vida espiritual. Pq quanto mais perto de Deus nós estamos, mais desafios nós enfrentamos. As dificuldades nos levam para os pés do Senhor, nos fortalecem e servem de testemunho.
Eu não sei qual é o problema que vc está enfrentando. Provavelmente eu nem te conheço, mas eu queria que vc soubesse que o meu Deus está com vc. Pegue essa luta que está te sufocando e transforme em bênção. Dobre os joelhos e clame ao Deus de Abrão, de Isaque e de Jacó, pq Ele é um Deus vivo. Ele vai te responder.
Eu costumo dizer que Deus não aguenta com um coração aquebrantado. Eu lembro de Ana, uma mulher humilhada pela impossibilidade de ter filhos. Ana no meio do seu sofrimento clamou a Deus com muito choro, muitas lágrimas, pq a dor que ela sentia por não ser mãe a sufocava e sabem o que aconteceu??? Deus abriu o seu ventre e fez de Ana uma mãe.
Não há nada que Deus não possa fazer, mas as vezes a resposta DEle não vem da forma que queremos.
Havia um rapaz que tinha ficado cego em Goiânia. Alguns amigos o aconselharam a ir a igreja pq Jesus podia faze-lo enxergar novamente, e ele foi. Esse homem estava buscando um milagre, ele queria voltar a ver e pra isso até ir na igreja dos crentes tava valendo. Bom, ele não voltou a enxergar, mas os seus olhos espirituais foram abertos e ele passou a ver Deus. Ele aceitou Jesus como seu Senhor e Salvador e mudou de vida. Ele tinha a cegueira física, mas a espiritual ele já não tinha mais.
Boa noite

sábado, 19 de julho de 2014

O medo

Hoje fomos a um show aéreo in Delta, uma cidade vizinha a Richmond. Foi muito legal!!! mas eu confesso a vcs que tive medo só de olhar as acrobacias rsrssr... Eu sentia a minha barriga gelar cada vez que um avião mergulhava do céu em direção a terra. Pra mim a qualquer hora um deles ia cair e explodir no chão, afinal, errar é humano rsrsrsrs... Mas, graças a Deus, tudo correu bem. O show foi lindo e minha filha ficou encantada!!! Eu fiquei de boca aberta com uma mulher que saiu do avião em pleno voo e ficou em cima das asas, bem no meio. É claro que ela estava com algum tipo de proteção, mas não deixou de ser arriscado. O avião ficou de cabeça pra baixo com ela em cima!!! Nem que me pagassem $1.000.000 eu não iria rsrsrsrsrs... Um amigo que estava conosco disse que iria até por $500 rsrsrsrsr...
Dá pra ver que eu não sou do tipo aventureira, né??? Paraquedas, asa delta, bungee jumping, nada disso faz a minha cabeça e eu espero que não faça a da minha filha tb, pq eu só encararia uma coisa dessas por ela rsrsrrs... Morro de medo!!!! 
Mas não pensem que eu tenho medo por causa da morte. Eu não tenho medo de morrer, nem um pouco. A morte pra mim é lucro, como diz o apóstolo Paulo na carta aos Filipenses: Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. Filipenses 1:21
Vcs sabem que eu enfrentei um câncer em 2011 e, por mais que eu tente não lembrar disso, qualquer coisa diferente que eu sinto me leva a pensar que pode acontecer novamente. Mas eu não sinto medo de morrer, pq a minha vida está nas mãos do Senhor. Tenho certeza que existe muito mais do que essa vida e que o tempo que passamos aqui é muito pequeno em comparação a eternidade. Aqueles que conhecem Deus de verdade descansam NEle.
Outro dia eu vi um video no face de um jovem que tinha sido baleado. Enquanto ele agonizava ele pediu que ligassem pra mãe dele, pq ele queria dizer a ela que tinha voltado para os caminhos do Senhor. Quem é crente em Jesus sabe o que ele estava tentando fazer. Ele queria que ela soubesse que a possível morte dele não era mais importante do que a salvação que ele já tinha.
Mas eu sei que a morte não é fácil, não pra quem fica. Eu mesmo não gostaria de morrer cedo por minha filha. Tenho uma amiga aqui no Canadá que perdeu os pais muito cedo. Ela refez a vida dela, tem uma família linda, é uma super mãe e é uma pessoa feliz, mas a perda dos pais ainda está viva no seu coração. Tudo o que ela enfrentou sozinha depois que os pais morreram deixou marcas profundas e as lembranças são frequentes. Eu não desejo isso pra ninguém, muito menos pra minha filha.
Humanamente falando nenhum filho deveria ficar orfão na infância e  pais não deveriam ver a morte de um filho. Mas a vida nessa  terra não é perfeita e coisas ruins acontecem. O importante é a esperança que temos em Deus de que um dia todos, nós que cremos, estaremos juntos novamente na presença do Pai. Isso sim é o que importa.
Mudando de assunto, ainda não recebi nenhuma mensagem da empresa que eu fui entrevistada na segunda. Eles disseram que o processo de seleção duraria duas semanas, então, ainda está no prazo, mas eu achei que depois que eu mandasse o email de agradecimento que eles me contactariam e não aconteceu. Eu tb não sei qual é o protocolo aqui em relação a isso, mas eu queria ter recebido ao menos um email... vamos ver no que vai dar rsrsrs...
Que o Senhor abençoe a nossa semana e que boas notícias venham.
Assistam esse video:
https://www.youtube.com/watch?v=juEACGmrXC8

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Minha primeira entrevista de emprego no Canadá

Isso mesmo meu povo, eu tive a minha primeira entrevista face a face!!! 
Não contei nada aqui no blog antes pq eu queria escrever sobre todo o processo.
Semana passada eu recebi um email dizendo que meu portfolio havia chamado atenção e que se eu estivesse interessada era pra eu ligar pra marcar uma entrevista. Lógico que liguei na hora!!!! Pra minha surpresa não me fizeram nenhuma pergunta por telefone e já marcaram a entrevista pra hoje, 14 de julho, `as 12:00 da tarde.
Como eu tenho mandado muitos curriculums eu não tinha noção de que empresa se tratava, então, fui pesquisar na internet e descobri que o head office ficava aqui em Richmond... me animei na hora!!! imaginem trabalhar perto de casa!!!! 
Até aí eu só estava preocupada em saber da empresa, o quanto estavam oferecendo, o que faziam e coisas do tipo. Mas no sábado eu fui pegar um amiga no aeroporto e contei que eu tinha uma entrevista e ela me perguntou se eu estava treinando pra entrevista... Treinando??? como assim??? Eu não tinha noção do que ela estava falando!!!
Ela me explicou que o RH faz perguntas específicas e a gente precisa estar preparado pra responder, que não era somente chegar lá e ser eu mesma. Ele me contou que o marido dela treinava muuuuuito antes das entrevistas e que estar preparado foi fundamental pra ele conseguir o primeiro emprego no Canadá.
Como no sábado a tarde eu tinha o grupo de oração de mulheres eu aproveitei a oportunidade e perguntei sobre entrevistas de emprego. Minhas amigas me deram várias dicas de respostas e me falaram sobre uma carta de agradecimento que tem que ser enviada logo após a entrevista. Eu nunca tinha ouvido falar disso!!! Assim que eu cheguei em casa fui pesquisar. Gente, tem tudo na internet de forma detalhada!!!
O que precisamos saber antes da entrevista:
  • What does the organization do?
  • What's involved in the position you're applying for?
  • What qualifications do you need for the position?
  • What kind of skills is the employer looking for?
  • Who are the customers or clients?
  • What kind of reputation does the employer have?
Perguntas que quase sempre são feitas:
  • Why do you want this job?
  • How did you become interested in this field of work?
  • What do you have to offer this organization?
  • What are some of your strengths and weaknesses?
  • What do you see yourself doing in five years?
Quando a entrevista está chegando ao final a gente tem que ter perguntas pra fazer. Essa parte é muuuuito importante!!!
Exemplos:
  • How is the organization structured, and how would my role contribute to the work of the organization?
  • What is a typical day in the life of a person who works in this position?
  • How would this position allow me to learn and grow?
  • When do you anticipate making the decision about hiring for this position?
Bom, agora que eu expliquei a teoria, vamos a prática!!! Eu saí no sábado pela manhã e comprei uma roupa mais social. Nada demais, mas como eu estou fora do peso, as roupas que eu tenho mais arrumadas pra emprego não estão me caindo bem eu achei melhor comprar algo legal. 
Desmarquei o tutor que minha filha tinha hoje pela manhã, consegui que eu uma amiga ficasse com ela e cheguei na entrevista 10 minutos antes da hora marcada. Aproveitei o tempo e orei ao Senhor.
Coloquei nas mãos de Deus a entrevista, o que ia falar, pedi que o Espírito Santo falasse através de mim e que se fosse pro meu bem que o Senhor abrisse as portas. 
O office era enorme!!! deu pra ver que não era nenhuma portinha não, era uma empresa super estruturada!!! 
Me apresentei na recepção, peguei o crachá e fiquei esperando. De repente veio uma mulher super simpática, com o maior sorriso no rosto, me cumprimentou e disse que em breve estaria vindo falar comigo. Em poucos minutos ela retornou com mais duas pessoas, a pessoa do RH e o manager do departamento de design. Todos muito simpáticos e receptivos, eu me senti bem a vontade.
A primeira coisa que me perguntaram foi se eu podia falar um pouco de mim. Fiz um resumo da minha carreira, disse de onde eu era, o pq de ter vindo pro Canadá e o assunto foi rolando.
Depois fizeram várias perguntas sobre a minha experiência profissional, me perguntaram como eu lidava com estresse, que tipo de ambiente de trabalho eu gostaria de ter, como eu reagia a críticas, como eu me comportava diante a conflito de opiniões, se eu sabia receber ordens, o que eu acho que poderia melhorar em mim e a pior parte da entrevista: se eu tinha algo ali pra mostrar pra eles. Como eles tinham me dito que eu havia sido escolhida por causa do meu portfolio, que está online, eu não pensei que tivesse que levar impresso... mega vacilo!!! Mas eu pedi desculpa e a entrevista continuou.
Perguntaram se eu tinha alguma dúvida e eu respondi que sim. Fiz três perguntas e aproveitei pra deixar claro que eu adoraria trabalhar lá.
Eles me disseram que a resposta seria em duas semanas e que o próximo passo da seleção seria uma entrevista com a pessoa do RH e o presidente da empresa.
No final a manager do departamento de criação me deu o cartão dela e me disse que qualquer dúvida que eu poderia contactá-la. Isso é pra que eu pudesse enviar a tal carta de agradecimento pela entrevista.
Minhas impressões:
A entrevista durou meia hora e foi muito descontraída. Acho que houve uma empatia de ambas as partes.
O inglês ainda é um problema, mas não chegou a ser um obstáculo.
Eu tinha que ter levado algo impresso ou, pelo menos, o laptop com samples dos meus trabalhos.
Valeu a experiência. Se me chamarem eu vou ficar feliz. O pessoal parece ser bem legal.
Se vcs quiserem pesquisar sobre entrevistas de trabalho no Canadá segue um link bem legal: http://www.youth.gc.ca/eng/topics/jobs/interview.shtml

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Chegaram bem

Oi gente, pra quem está se perguntando como estão os meus amigos hondurenhos, eles estão bem. Estão curtindo a família e os amigos e continuam confiando em Deus pra voltarem pro Canadá.
Pela primeira vez eu liguei pra Honduras pra falar com eles e fiquei pensando como foi bom eu ter aprendido um pouco de espanhol na Flórida. Não falo maravilhosamente bem, mas me viro. O meu "portanhol" tem me ajudado muuuuito!!!! rsrsrsrsrs... 
Eu confesso que estou com muitas saudades deles e ainda não entendo pq foram embora!!! Passo pela casa onde moravam e sinto uma saudade!!!! Uma vontade de bater na porta, sabe??? Morávamos perto e no verão sempre estávamos juntos. Olho os dias lindíssimos de sol que tem feito e não consigo deixar de lembrar deles.
É incrível como pessoas de lugares tão distintos, como Brasil e Honduras, se cruzam nos caminhos da imigração e se transformam em grandes amigos. São coisas que só quem viaja sabe o que é.
Quando eu saí do Brasil com algumas malas e muitas interrogações eu já imaginava que iria conhecer alguns brasileiros, por causa do blog, do Orkut, Facebook e etc, mas eu não tinha noção de quem seriam, como seriam e muito menos que eu faria parte de um grupo hispano. De repente conhecemos um casal de honduras, depois outro, e aí vieram os mexicanos, os dominicanos e o grupo tá crescendo. Apesar de morar numa cidade de maioria oriental eu tenho contrariado as estatísticas. Não tenho amigos chineses e filipinos como tenho hispanos e, é claro, brasileiros. Meu marido vive dizendo que eu não largo os brazucas rsrsrrss... Ele fala que eu vim pro Canadá pra viver numa comunidade brasileira rsrsrsrs... Não é bem assim, mas eu já estou longe da minha família, já falo bastante inglês no dia a dia, chega uma hora que eu quero me expressar na minha própria língua, falar das coisas que só os brasileiros entendem, como por ex perder de 7x1 pra Alenhanha rsrsrsrsrs... enfim, eu gosto mesmo de estar com meus amigos brasileiros.
Tenho amigos canadenses que amo demais, mas confesso que tenho mais contato com os hispanos e brasileiros. Aquele negócio de chegar sem avisar, de passar do horário, de atrasar, coisas que os latinos sabem muito bem e os canadenses não entendem, sabe??? rsrsrsrs... Tenho uma grande amiga casada com um canadense e ele é muito amigo do meu marido. Vivemos saíndo junto, nos falamos direto, ou seja, somos beeemmmm próximos, mas se quiser sair com ele temos que avisar com antecedência, pq se não ele não vai. E não rola esse negócio de chegar lá e bater na porta não, tem que avisar que está indo rsrsrsrsrs... é muito engraçado como a cultura é diferente rsrsrssrs...
Bom, vou ficando por aqui. Que o Senhor nos abençoe.
Boa noite.


terça-feira, 8 de julho de 2014

Que dia difícil!!!

Não somente pela goleada histórica que sofremos... gente, o que foi aquilo??? eu acho que ninguém entendeu nada!!! perder de 2x1 ou 3x1 a gente ia sofrer mas ia entender, mas 7 é demais!!! Fiquei com muita dó dos jogadores que lutaram até o fim e do povo brasileiro que não merecia mais essa tristeza, ainda mais dentro de casa... mas, enfim, a vida segue. O povo vai continuar sendo povo, os políticos vão continuar sendo bandidos e os jogadores vão afogar suas mágoas nos milhões que recebem todos os meses.
Mas o meu dia foi muito triste por outra razão. Acordei as 3:00 da manhã pra acompanhar a família de Honduras ao aeroporto. Eles tinham que se apresentar no escritório da imigração `as 4:00 da manhã e pegar o vôo `as 6:00.
Todos nós que fomos ao aeroporto estávamos em paz por saber que não foi por falta de oração, de jejum, de fé, de nada. Deus tem seus planos e nós só vamos entender mais na frente. 
Eu mesma participei ativamente desse caso. Orei em todo o tempo, clamei com fé e acreditei até o fim. Mandei uma carta pra o Canada Border e uma outra pro ministro de imigração, ou seja, tudo o que poderia ser feito foi feito, se Deus não abriu as portas é aceitar e seguir em frente.
Meus amigos tb já estavam cansados de tantas incertezas, eles queriam virar essa página e começar tudo de novo. A despedida foi difícil, as lágrimas foram inevitáveis, mas todos nós estávamos tranquilos de saber que tudo aquilo era direcionamento de Deus.
Eu aproveito pra deixar aqui um alerta pra quem vem pro Canadá como turista com a intenção de imigrar. Gente, o Canadá não é os EUA. Aqui o governo é muito severo e dificilmente dá residência pra casos de refúgio que não estejam muito bem fundamentados. Parece fácil chegar, aplicar pra refúgio, receber o work permit e ir vivendo, mas chega uma hora que a resposta vem, e na maioria das vezes é negativa. Todo mundo sofre e as crianças sofrem mais ainda, pq sentem como se o país as rejeitasse.
O processo de causas humanitárias, que é uma opção pra quem tem o refúgio negado, continua em andamento, mas tb não é fácil e agora pode levar até três anos, ou seja, não é fácil vir sem pesquisar muito e tentar a sorte.
Os meus amigos vão continuar esperando o resultado do processo deles, mas, ao mesmo tempo vão fazer o IELTS e, se conseguirem a nota 6, vão entrar com o pedido pelo skilled workers, já que a profissão de um deles está na lista.
Segundo a advogada conversou comigo a partir de janeiro haverá uma grande mudança nas leis imigratórias e ela acredita que todos os processos que forem apresentados até dezembro vão sair mais rápido pra que a imigração trabalhe logo com os novos processos.
É muito ruim ter um sonho interrompido, mas nós que cremos em Deus sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam o Senhor. O que parece mal aos nossos olhos pode ser uma grande bênção mais pra frente.
Eu mesma orei tanto pelo green card enquanto morei nos EUA, gastei uma fortuna com advogados, fiz tudo que estava no meu alcance, mas não consegui, Deus tinha outros planos. Ele me trouxe pro Canadá e hoje eu vejo que bênção maravilhosa Ele me deu.
"O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã." Salmos 30:5